Crescimento em Nuvem

Criada em abril, a PSafe Antivirus, de computação em nuvem, soma 350 mil usuários de seu antívirus gratuito. Espera chegar a oito milhões até o fim de 2012. No mês que vem, a novata lança o LockBox, serviço pago de armazenamento de dados. Ele deve garantir cerca de 400 mil assinantes até dezembro do próximo ano.

A PSafe é a primeira das cinco subsidiárias que o Grupo Xangô pretende instalar no país em cinco anos. “Somos uma holding com foco em negócios inovadores on-line. Contamos com recursos de três fundos de investimentos do Silicon Valley”, diz o CEO Marco de Mello. Ele iniciou o negócio um ano atrás, depois de 20 anos nos EUA, dez deles como executivo da Microsoft. A PSafe deverá receber R$ 15 milhões em investimento em dois anos. E já conta com 35 funcionários na sede da empresa, no Rio. O modelo das outras quatro subsidiárias previstas para até 2015 é segredo. A próxima delas, projeto de R$ 6,5 milhões, será lançada em versão para testes até dezembro e terá sede em Florianópolis. “A ideia era concentrar tudo no Rio, mas o custo é altíssimo”, diz Mello.

O Globo 23/9/2011